As organizações do terceiro setor, empresas e órgãos públicos de Itapema que estão participando do segundo ciclo do Programa Selo Social tiveram o 4º encontro presencial de formação, na quarta-feira, 02. A iniciativa tem como foco reconhecer o impacto social dos projetos sociais desenvolvidos na cidade, tendo como base os objetivos da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas – ONU.

As formações gratuitas são realizadas com articulação da Secretaria de Assistência Social e patrocínio do Instituto Rogério Rosa, do Grupo Embraed. Ao todo, 29 organizações do município seguem no processo de certificação, que tem duração de um ano, contando cinco formações presenciais e assessoria on-line, além de diversos critérios que precisam ser atendidos, dentre eles desenvolver um projeto em parceria.

No último encontro os participantes viram na prática como o trabalho deles contribui com a Agenda 2030. “Com uma série de técnicas, nós possibilitamos que, ao escrever o Relatório Social, cada organização consiga identificar o impacto social dos projetos que executam na cidade e como eles estão alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS e suas metas”, explica o assessor de projetos do Selo Social, Edison Leal.

Em 2022 foram registrados 165 impactos sociais, por meio de 55 projetos certificados em Itapema. A meta neste ano é aumentar esses números. O programa conta ainda com apoio da Associação Empresarial de Itapema – ACITA e da Anhanguera/Unilas.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPE